Manutenção e Instalação de Elevadores 

Manutenção preventiva de elevadores: saiba por que exigi-la

O elevador é um meio de transporte presente no cotidiano de um número crescente de indivíduos ao redor do mundo. Com ele, o fluxo de pessoas em edifícios — sejam eles comerciais ou residenciais — torna-se muito mais ágil e organizado.

Com a evolução da tecnologia, os elevadores se tornaram equipamentos extremamente seguros, desde que estejam sempre com a manutenção em dia e em bom estado de conservação.

Para que esta segurança seja assegurada e que desperdícios sejam evitados, o melhor caminho é investir na manutenção preventiva de elevadores.

Na sequência, entenda qual a importância desta medida e como ela afetará positivamente a administração do seu condomínio.

Em que consiste a manutenção preventiva de elevadores?

A manutenção preventiva de elevadores é uma espécie de ação de monitoramento que garante o bom funcionamento e conservação do equipamento para que, desse modo, ele sempre funcione em condições tão boas de quando foi instalado.

Ela se difere da manutenção corretiva, pois seu foco é prever problemas e minimizá-los com medidas prévias a qualquer problema, enquanto a corretiva só é acionada quando o dano já foi causado.

A importância da manutenção reside no fato de que os desgastes que ocorrem com o decorrer do tempo são naturais e precisam ser reparados em tempo hábil.

Portanto, o objetivo central da manutenção preventiva de elevadores é combater e corrigir qualquer falha que possa deteriorar ou prejudicar o bom funcionamento do equipamento.

Quais são os focos da manutenção preventiva de elevadores?

A manutenção preventiva de elevadores faz muito mais do que evitar acidentes ou corrigir falhas, ela garante uma maior segurança para os usuários, minimiza despesas para o condomínio e potencializa a eficiência do equipamento.

O controle é realizado pela equipe de manutenção — que também será responsável pelo preenchimento atualizado do livro de registros (onde constará todo o histórico de reparos, modificações e avaliações do elevador).

É importante que o gestor do condomínio cobre esse livro da equipe contratada.

O foco da ação preventiva é reduzir falhas e paralisações não programadas do elevador. Isso porque, as ações corretivas estão necessariamente ligadas a paralisações não programadas.

Por que a manutenção preventiva é tão importante?

O primeiro ponto pelo qual você deve exigir a manutenção preventiva é, na verdade, bem simples: porque você está pagando por ela!

Um contrato básico de conservação dos elevadores já inclui serviços de manutenção preventivas importantes.

Para que você não corra o risco com gastos desnecessários com a manutenção dos elevadores do seu edifício, a manutenção preventiva é indispensável.

Isso porque, quando falamos de  manutenção de elevadores, qualquer descuido ou falta de atenção com ações preventivas pode representar gastos volumosos ou cenários ainda piores, como acidentes que podem prejudicar as condições físicas ou até a vida dos usuários.

Como dissemos, é responsabilidade da empresa de manutenção o fornecimento de manutenções preventivas.

Afinal, ao manter o elevador em boas condições de utilização, o risco de acidentes são reduzidos e os gastos são melhores direcionados.

Uma manutenção preventiva de qualidade pressupõe que sejam sempre realizados ajustes dos elementos mecânicos do elevador e deve ser feita mensalmente.

Essa medida assegura, por exemplo, que o motor esteja sempre bem lubrificado e com válvulas em bom estado.

As portas, por sua vez, devem ficar livres de vãos ou excesso de pressão — o que leva ao deterioramento do equipamento.

Os descuidos em aspectos como esses podem representar falhas de funcionamento que podem atrapalhar todo o fluxo de pessoas no edifício.

Ademais, não se esqueça de que custos para reparo de danos e chamadas de emergência por travamentos ou quebras são muito maiores do que as correções preventivas.

Quais são os prazos para realizar a manutenção preventiva?

Da mesma maneira que você precisa levar seu automóvel para oficina mecânica de modo a realizar revisões e manutenções preventivas, você precisa estar atento a alguns aspectos semelhantes em relação aos elevadores do seu edifício.

Com esse cuidado, o bom desempenho dos elevadores é garantido e as chances de falhas ou quebras são minimizadas.

Na sequência, explicaremos com mais detalhes quais são os prazos adequados para a realização de cada item de uma manutenção preventiva. Acompanhe!

Avaliações mensais

Um dos pontos principais de uma manutenção preventiva é verificar se as porcas e os fusos estão bem lubrificados.

Nos casos dos elevadores a óleo anti-gota ou à graxa, o mais indicado é que a lubrificação seja feita em dois pontos de cada fuso de modo a assegurar o bom funcionamento.

Já em relação aos elevadores cuja lubrificação é automática, como é o caso de modelos como o emaster, a reposição do óleo deve ser feita bienalmente, ou seja, a cada dois anos.

Avaliações trimestrais

No caso das manutenções preventivas trimestrais, os cuidados são um pouco mais numerosos.

Entre eles, um dos mais importantes é o da lubrificação da parte superior de cada uma das colunas, utilizando uma graxa para rolamento próprio.

Como a manutenção preventiva melhora a gestão de condomínio?

Em uma empresa ou prédio residencial, não há nada pior do que um equipamento parado por defeito técnico.

Além do stress gerado pelas reclamações dos seus usuários, é prejudicial para a imagem do estabelecimento um equipamento parado.

Pode ser por um dia, mas certos tipos de defeitos precisam de mais de um dia para serem reparados com excelência e usuários que utilizam o elevador com frequência, podem ficar inseguros e evitarão o uso do equipamento durante certo período de tempo.

Por isso, a manutenção preventiva pode certificar se equipamentos estão prestes a apresentar falhas críticas e, desse modo, efetuar a substituição antes que esta ocorra.

Reduz o risco de acidentes

Acidentes com elevadores são difíceis de ocorrer, mas não impossíveis.

Não pense que acidentes com elevadores são apenas quedas, mas abrir a porta no lugar errado, solavancos, entre outros, também configuram acidentes com o equipamento.

Um enorme transtorno na vida de um administrador é o elevador parar no meio do caminho com pessoas dentro, ter que acionar os bombeiros ou técnicos de plantão, pedir desculpas, dar assistência…

Todo esse stress pode ser reduzido com o simples ato de manter a manutenção em dia.

Menor custo

O intuito da manutenção preventiva é justamente prever problemas, pois, às vezes, um simples aperto de parafuso evita muitos problemas. Então vamos analisar os custos dessa situação:

Manutenção Preventiva: O equipamento ainda está funcionando e você chama o técnico e ele identifica o parafuso e o aperta.

Manutenção Corretiva: Você ficou com o equipamento parado durante horas e com probabilidade de estar ocupado, chama o técnico e ele identifica que o mal contato causado pelo parafuso mal apertado danificou o comando principal.

Agora você precisa de uma peça nova, que faz parte do estoque ou não. Caso tenha que comprar a peça, será preciso aguardar chegar.

Só então, ela será instalada, configurada, testada, avaliada e acompanhada pelo técnico.

Fonte: meuelevador.com

Tecnologia do Google TradutorTradutor